O que fez Jesus nos três dias entre sua morte e ressurreição?

Uma porção Bíblica em destaque na discussão sobre o que fez Jesus nos três dias entre sua morte e ressurreição é 1 Pedro 3: 18-19 , que diz: “Cristo também sofreu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, que ele pode nos levar a Deus, sendo morto na carne, mas feito vivo no espírito, no qual ele foi e proclamou aos espíritos na prisão.” Aqui a palavra espírito diz respeito ao espírito de Cristo. A diferença é entre sua carne e espírito, e não se refere a carne de Cristo e o Espírito Santo. Na cruz a carne de Cristo como humano morreu, mas seu espírito permaneceu vivo e vitorioso. Logo estando o corpo de Jesus no túmulo, evidentemente, porém seu espírito na sua morte partiu para outro dimensão fora da terra por esses três dias com um objetivo. ( Mateus 27:50). Torna-se evidente que esse assunto tem ligação sobre o porque Jesus pregou aos espíritos na prisão e quem são esses espíritos.

Mesmo sendo pouca a informação específica mencionada por Pedro referente o que aconteceu nesses três dias entre a morte e ressurreição de Jesus torna-se importante para nosso conhecimento. A tradução KJV fala que Jesus “pregou” aos espíritos na prisão ( 1 Pedro 3:19 ). No grega essa palavra usada quer dizer que Jesus “anunciou uma mensagem”; já a tradução NIV traduz esse fato simplesmente como “feito proclamação.” Jesus padeceu e morreu na cruz do calvário, ou seja seu corpo sendo posto a morte. No entanto o espírito de Jesus ainda estava vivo, e Ele entregou-o ao Pai ( Lucas 23:46 ). Segundo as palavras que Pedro disse, nos evidencia claramente que houve um momento entre a morte de Jesus e Sua ressurreição, sendo uma proclamação especial a alguns espíritos na prisão.

A pergunta que paira no ar aqui é sobre o lugar que estavam esses espíritos aprisionados pelo qual Jesus falou entre sua morte e ressurreição. Isso porque em nenhum lugar da Bíblia nos é informado que Jesus fez uma visita ao inferno. Alguns até acham que Jesus teria comparecido ao inferno para continuar sofrendo, isso sem dúvida não é verdade, a bíblica não diz assim; O sofrimento de Jesus chegou ao fim quando Ele disse: “Está consumado” na cruz ( João 19:30 ).

Advertisements

No momento que nosso Senhor Jesus entregou ao Pai seu espírito ele morreu de maneira física e depois entrou no paraíso, conforme a promessa que ele falou ao ladrão na cruz ( Lucas 23:43 ). No entanto, Jesus passou um período de tempo entre sua morte e ressurreição, e é nesse mesmo período que provavelmente Jesus também visitou um lugar para anunciar uma mensagem de imposição de leis e julgamentos aos seres espirituais – provavelmente anjos caídos conforme está em Judas 1: 6). É provável que esses espíritos ficaram na prisão porque estavam envolvidos em algum pecado grave antes do dilúvio no tempo de Noé ( 1 Pedro 3:20).). Pedro não menciona o que Jesus efetivamente declarou aos espíritos cativos, mas poderia ter sido impor leis e julgamentos dentro da juridição do reino invisível, porém nunca mensagem de redenção, visto que não há salvação para anjos como está em Hebreus 2:16. Para tanto, também entendemos que o nosso Senhor Jesus pregou foi seguramente uma declaração de sua vitória estabelecida na cruz sobre Satanás e suas hostes ( 1 Pedro 3:22 ; Colossenses 2:15 ).

Temos aqui algumas explicações sobre o que jesus provavelmente fez nos três dias entre Sua morte e ressurreição. Porem podemos compreender e com certeza que Jesus não estava atribuindo a ninguém uma segunda oportunidade de salvação; quem parte deste mundo sem ter confessado e vivido para Cristo enfrentará o julgamento após a morte conforme Hebreus 9:27, e nunca uma segunda chance. E também, Jesus não estava sofrendo no inferno, pois sua grande obra de redenção foi perfeita, concluída e consumada na cruz. Quer saber mais sobre esse assunto confira esse post, Jesus pregou aos espíritos na prisão, Por que e quem são?

Tags: | |

Inscreva-se gratuitamente com seu email em nossa newsletter.

Você nunca nos perderá de vista e será sempre notificado com novos conteúdos.

Não enviamos spam. Seu e-mail está 100% seguro!

Sobre o Autor

Pr. Jonivando
Pr. Jonivando

Sou Jonivando, um servo e filho de Deus, Fundador do Resplandecer Ministério Internacional, tenho mais de vinte anos de ministério de pregação da Palavra de Deus, objetivando edificar a Igreja e levar o Evangelho de Salvação aos perdidos e glorificar o nome do Senhor. Libertação, curas e quebra de maldições são características do ministério que Deus me concedeu com unção profética.

0 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *